HISTÓRIA
A Quinta Nova de Nossa Senhora do Carmo é um local de extrema beleza, no coração do Douro, e propriedade da família Amorim desde 1999. 
A ligação da família ao vinho vem de longe, através da sua ligação às casas exportadoras de Vila Nova de Gaia, por via do negócio da cortiça, mas nessa data esta ligação resultou na concretização de um sonho e o projecto está hoje nas mãos da 4ª geração da família.
Com uma história superior a 250 anos, a quinta exibe uma traça conservada e o edifício original da adega de 1764, após intervenções a cargo do Arquitecto Arnaldo Barbosa. 
Mas a quinta é muito anterior a 1764 e história confirma-a como uma grande terra pertencente à Casa Real Portuguesa, tendo sido identificado o seu primeiro proprietário em 1725. A adega vinificava mais de 3.500 pipas de vinho, de parcelas e quintas vizinhas, tendo sido logo «integrada na primeira demarcação da região». Os locais históricos que ainda hoje estão preservados dão a perceber todo este peso histórico.
O espírito empreendedor e visionário da família fez entretanto a diferença pois, aliado a uma aposta apaixonada no futuro, determinaram o início de múltiplas alterações para um caminho de excelência enológica.
Viticultura
São 120ha que se debruçam sobre o rio Douro, ao longo de 1,5km na sua margem direita, bem no coração do Douro, na sub-região do Cima Corgo. Destes, 85ha estão cuidadosamente preservados e plantados com vinha classificada com letra A, enquadrados na paisagem UNESCO de forma singular.
É no terroir da Quinta Nova de Nossa Senhora do Carmo, uma propriedade invulgarmente bela, que o solo é composto por xisto grauváquico, onde ainda se encontra vinha plantada em socalcos, em patamares de 2 bardos ou para melhor acompanhar as curvas de nível do terreno, vinha plantada ao alto. Com declives superiores a 45º e uma altitude máxima de 297m, a plantação média é de 3.500 pés/ha, originando produções médias de 4.000 kg/ha. A pouca concentração de humidade permite obter uvas com maior concentração de açúcares e cor.
Enologia
Castas tradicionais, solo xistoso e um microclima absolutamente ímpar formam as condições naturais para se desenvolver um projeto sustentável, respeitando o seu terroir, criando uma verdadeira harmonia entre a cultura e as tradições vitivinícolas aliadas a novas experiências, conhecimentos e tendências de mercado.
Sem dúvida que a qualidade de um bom vinho nasce da natureza, e por isso na Quinta Nova de Nossa Senhora do Carmo a vindima é manual, não existindo uma colheita, um dia de trabalho ou um bago de uva igual ao outro. 
É na original adega datada de 1764, umas das mais antigas adegas na região do Douro, 
que todos os cachos de uva são selecionados à mão, respeitando a sua natural maturação, por forma a obter o perfeito equilíbrio entre estrutura e aroma, com o objetivo de criar vinhos elegantes e finos, de elevado carácter e frescura.
O rigor enológico e a diversidade dos diferentes 42 talhões de vinha da Quinta, obrigou a uma aliança dos processos tradicionais a uma sofisticada tecnologia de ponta, adicionando dois lagares totalmente mecanizados, cubas de vinificação com diferentes sistemas e mais recentemente, o desenho de um pequeno “Atelier” nos antigos lagares de granito, uma pequena adega totalmente manual que trata os vinhos como obras de estudo para serem grandes reservas da casa, vinhos únicos, autênticos e de qualidade excepcional, num total actual de cerca de 300mil litros. 
Equilíbrio, harmonia e genuinidade são sempre, palavras de ordem!

 

Enoturismo
Em Junho de 2005 surge o primeiro projeto de alojamento dedicado ao vinho em Portugal, inicialmente com o nome Burmester e hoje como Quinta Nova de Nossa Senhora do Carmo, totalmente enquadrado nos 120 ha da quinta, cuidadosamente preservados, onde se propõem recantos tradicionais e com uma autenticidade única.
A Luxury Winery House representa um “pedaço de paraíso” para o descanso e lazer de amantes de vinho de todos os cantos do mundo. São 11 quartos, com vistas sobre a paisagem, que garantem uma estadia emocionalmente diferenciada num ambiente vínico e numa quinta bem duriense, onde nenhum detalhe é esquecido.
A par da casa, que se vem destacando como o projeto de enoturismo português mais distinguido até ao momento, nasce o Winery Restaurant, um espaço muito elegante, enquadrado no salão da casa senhorial, que se estende à esplanada exterior de onde se vislumbram as vinhas que descem até ao rio Douro. De nome Conceitus, este restaurante sugere uma carta que apela aos sentidos e emoções, de forma descontraída e curiosa, criando um conceito que valoriza os sabores da gastronomia local, com o que a natureza oferece de melhor em cada época do ano. É a chamada “local food”, que assume um forte cariz de sustentabilidade e de preservação dos recursos alimentares locais.
Mas as atividades do enoturismo são uma constante para quem nos visita, entre as quais várias provas de vinho e visitas à adega e sala de barricas, um passeio pela quinta com uma pausa para piquenique ou de passeios de barco ou comboio pela região, entre tantas outras opções.

 

Vinhos Quinta Nova de Nossa Senhora do Carmo

Tinto | 2016
7,00 
Rosé | 2017
19,80 
Generoso | 2013
16,00 
Branco | 2017
42,00 
Vinho do mês
Tinto | 2016
9,99 
Branco | 2017
13,50 
Tinto | 2015
24,00 
Tinto | 2016
14,50